fbpx

É necessário o autocuidado.

A cada dia que passa, percebemos que o mundo está mais egoísta, mais preocupado com o próprio umbigo e menos preocupado com o próximo, o que é extremamente perigoso, tanto para a sociedade quanto para nós mesmos.

É muita negatividade, muita maldade, muito pessimismo e nós acabamos, por osmose, absorvendo tais sentimentos pesados e carregados, prejudicando-nos em nosso íntimo. Nossa saúde mental fica prejudicada, nosso corpo começa a cansar e a sentir o peso de tanto sentimento acumulado, nós adoecemos.

Mais do que nunca, portanto, é necessário o autocuidado e o filtro sempre ativo contra esses sentimentos desproporcionais com o caminho que queremos seguir. O mal proferido pela boca das outras pessoas nos acomete como se fossem flechas, respingos de doença espiritual que buscam nos contaminar, dores externadas que não nos pertencem mas tentam fazer com que assim a façam.

Blindemo-nos, então. Sejamos firmes em nossas posições mas busquemos, acima de tudo, o equilíbrio, a ponderação e a moderação. Não nos exarcebemos, não entremos em conflito e até mesmo evitemos discussões.

Nossa paz interior vem muito acima disso.

Não permita que más energias, más vibrações e maus pensamentos tomem conta de sua razão, dos seus sentimentos e, como uma praga, que se alastre por todas as suas células, tomando-o por completo e lhe transformando em um ser rancoroso, amargo, maledicente, grosseiro, egoísta, julgador, preconceituoso, raivoso, dentre muitos outros adjetivos que sequer merecem ser citados aqui.

Sede bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando uns aos outros, da mesma maneira como Deus vos perdoou em Cristo.

E não absorva as más emanações.

Leave a Reply

Your email address will not be published.