fbpx

O melhor trabalho não é necessariamente aquele que se vê.

É usual vermos em nossa sociedade, ainda mais motivada pela exposição proporcionada pelas redes sociais, pessoas fazendo o bem tendo como objetivo primordial se autopromover.
Por mais que ouçamos se tratar de algo fútil e com propósitos e motivações de promoção pessoal, não devemos considerar como irrelevante o bem feito pelo simples motivo deste ser divulgado intencionalmente para outras pessoas.

Afinal, independente da intenção, um bem está sendo feito, uma boa ação está sendo realizada e uma pessoa está sendo beneficiada, mesmo com o interesse de se promover vindo de quem pratica.

Entretanto, devemos ter plena consciência que o melhor trabalho não necessariamente é o que estamos vendo pois ele não é visto fisicamente. Existem tantas e tantas pessoas trabalhando em silêncio pelo bem do próximo que nem podemos imaginar.

É a pessoa que repassa uma cesta básica para uma família carente sem se identificar, é o indivíduo que estaciona seu carro na vaga correta e não na reservada para idosos ou pessoas com deficiência, é quem para o veículo para que uma mulher carregando uma criança de colo ou uma senhora atravesse a rua, é quem cumprimenta um idoso que está na calçada, é quem indica o empreendimento de seus amigos para os conhecidos a fim de que estes conheçam o estabelecimento, é quem trabalha voluntariamente em uma instituição de caridade pelo simples fato de se sentir bem e transmitir o bem ao próximo.

São tantos e tantos exemplos que poderíamos ficar até 2021 citando formas de se fazer o bem sem aparecer e, principalmente, sem buscar nada em troca, como a própria promoção.

Transmitir o bem não custa nada e não precisa ser motivo para se buscar retorno também, de qualquer forma que seja.
É um sentimento que vem da alma, que é genuíno e espontâneo, que tem como simples fato gerador a intenção e a vontade de fazer bem ao próximo para que este passe para a frente o mesmo sentimento, criando uma corrente do bem tão grande que se olharmos para o primeiro fato, o propulsor disso tudo, nunca imaginaríamos que se tornaria algo tão grande e recheado de bons sentimentos.

Por isso, sempre que tiver a oportunidade, faça o bem. Independente a quem seja, de como seja ou do tamanho que seja o ato. Simplesmente faça.

Leave a Reply

Your email address will not be published.