fbpx

São tempos difíceis.

2020 nos possibilitou adicionar um novo jogo de palavras ao nosso cotidiano e rotineiro vocabulário: “São tempos difíceis”. Ou até mesmo personificando e alterando para a seguinte forma: “Esse ano está difícil”.

Mas está mesmo?
É óbvio que seríamos muito levianos e até mesmo maldosos ao desconsiderarmos a pandemia que ainda contamina e mata milhares de pessoas ao redor do mundo todos os dias, mas devemos sempre procurar e focar nos pontos de luz em meio a todas as adversidades que surjam.

Ainda assim você, caro leitor, pode se perguntar o que tem de bom em meio a tudo isso, não é mesmo?

Tente se desconectar um pouco das notícias que anunciam catástrofes, desgraças e números preocupantes e foque um pouco mais naquelas que nos faz sentir bem. É possível que, como nunca antes visto na história desse mundo, criou-se um sentimento de compaixão, de amor ao próximo, de auxílio aos necessitados, de atenção às minorias e grupos social, política e economicamente excluídos.

Vemos atos de amor sinceros, sem a necessidade ou exigência de algo em troca, vemos generosidade nos atos e nas doações, sentimos esperança (um dos mais lindos e puros sentimentos) de dias melhores, chocamo-nos e nos sentimos incrédulos com injustiças, pensamos que queremos um mundo melhor e, finalmente, começamos a agir para isso.

Se você ainda não consegue ver tudo isso, aplique um filtro em sua visão: O filtro da bondade, que retira toda a maldade, toda a desconfiança, toda a ação que tem um segundo interesse, todos os sentimentos negativos e más vibrações de seu olhar sobre o mundo. Após aplicar esse filtro, tente olhar o mundo novamente.

Perceba como as pessoas estão mais solidárias, mais próximas uma das outras, mais dispostas a estender a mão (no sentido figurado em tempos de pandemia).
O mundo está passando por uma mudança de vibração. Estamos deixando para trás, quase à força, uma onda vibracional negativa, destrutiva, que nos consome e desfigura nossos bons sentimentos.

Estamos sendo instruídos a evoluir espiritual e moralmente. Mais do que nunca devemos estar dispostos a sermos melhores, a nos esforçarmos pelo bem do próximo sem esperar que este faça algo em troca a não ser passar o bem para outro próximo.

São tempos difíceis, mas são tempos que irão nos auxiliar a sermos melhores, portanto, não deixe a oportunidade passar. Não deixe de fazer uma boa ação a quem quer que seja, de doar o que você puder doar, sejam roupas, alimentos, tempo, dinheiro ou qualquer outra coisa que possa fazer a vida de um próximo melhor.

O importante é começar e seguir de forma consistente. Os tempos são difíceis, mas você tem em suas mãos o maravilhoso poder de fazer tudo ficar mais fácil para você e para o outro.

Leave a Reply

Your email address will not be published.